Sobre o Congresso

O Brasil está enfrentando um momento de grande turbulência, instabilidade e incertezas. Uma crise de grande magnitude e múltiplas dimensões (econômica, política, cultural e institucional) se instalou e vem corroendo o tecido social, com consequências de médio e longo prazos ainda imprevisíveis, mas com algumas ameaças evidentes ao projeto universalista e democrático do Sistema Único de Saúde (SUS).

O próprio objeto de conhecimento e intervenção da Saúde Coletiva exige uma reflexão sistemática, crítica e criativa que levou a ABRASCO a se constituir como um núcleo de resistência em contextos de restrições políticas e da cidadania, atuando de forma decisiva na defesa da democracia e participando ativamente da elaboração do projeto da reforma sanitária que resultou na criação do SUS.

Além disso, promoveu a articulação entre os diversos centros de ensino e pesquisa em Saúde Coletiva e o desenvolvimento de um diálogo significativo entre a comunidade técnico-científica e os diversos atores do sistema de saúde. Nesse sentido, a ABRASCO tem apoiado projetos e desenvolvido seminários, oficinas de trabalho, entre outras modalidades de eventos nesta área. Merece destaque o fato dos congressos dessa associação serem os maiores e mais concorridos da Saúde Coletiva na América Latina.

A escolha do tema “Estado e Democracia: o SUS como Direito Social” para a terceira edição do Congresso Brasileiro de Políticas, Planejamento e Gestão da Saúde - ABRASCO emergiu da necessidade desta área de se repensar para enfrentar os desafios que se apresentam numa conjuntura de grande complexidade. Eventos dessa natureza, comprometidos com a realização de um grande debate técnico-político, são fundamentais para possibilitar o surgimento de novas formas de gestão criativas, flexíveis e eficientes, informadas por um diálogo permanente entre intelectuais, gestores, profissionais, estudantes e demais atores do sistema de saúde, para viabilizar políticas democráticas e inovadoras, planejamento eficiente e gestão qualificada.

A permanência de profundas desigualdades, o ressurgimento de manifestações de intolerância à alteridade, as diversas formas de manifestação da violência e do egoísmo individualista, representam o compromisso com uma ordem social excludente que insiste na manutenção de privilégios e iniquidades sociais que convivem com a pluralidade de experiências sociais e os respectivos contrastes e tensões expressos na vida de pessoas e coletividades num contexto contemporâneo de grande fluidez e transitoriedade.

Diante desse cenário complexo, movediço, rico em nuances e contrastes, a Comissão de Política, Planejamento e Gestão da ABRASCO convida docentes, pesquisadores, estudantes, trabalhadores do SUS, gestores, representantes de movimentos sociais e todos os interessados no debate sobre os desafios da construção e gestão do Sistema Único de Saúde a participarem do 3º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, que será realizado em Natal, entre os dias 01 e 04 de maio de 2017.

A programação do Congresso está sendo desenvolvida sob a perspectiva da intensidade de participação que a conjuntura atual exige, onde diversas ocasiões de encontro e de interação serão oportunizadas aos diversos sujeitos presentes nas sessões temáticas e fóruns de debates. O objetivo geral é estabelecer um espaço ampliado de debate sobre as possibilidades de ação reflexiva e crítica no campo da saúde, integrando os conhecimentos científicos com a formulação de políticas, contribuindo para tecer as condições de viabilidade e atualização do projeto da reforma sanitária. Isso implica necessariamente repensar os caminhos a seguir, estabelecendo uma nova agenda de ação coletiva que permita consolidar este projeto político-sanitário, com propostas que devem ser apreciadas na Plenária final.

O Congresso inclui três dimensões intimamente articuladas: o momento do debate sobre os desafios da gestão dos sistemas e serviços de saúde numa conjuntura de crise nacional e internacional; a reflexão sobre os grandes temas da subárea da Saúde Coletiva, “Política, Planejamento e Gestão em Saúde”; a construção de uma agenda estratégica que permita consolidar o projeto da reforma sanitária em conformidade com o contexto da sociedade brasileira contemporânea.

Nestes termos a ABRASCO pretende contribuir para superar todas as formas de fundamentalismo acadêmico, corporativo, político ou de gestão que possam promover retrocessos e ameaçar os avanços democráticos no campo do direito à saúde e ao bem-estar social.

Organização

Apoio

Sobre o congresso

A Comissão de Política, Planejamento e Gestão da ABRASCO convida docentes, pesquisadores, estudantes, trabalhadores do SUS, gestores, representantes de movimentos sociais e todos os interessados no debate sobre os desafios da construção e gestão do Sistema Único de Saúde a participarem do 3º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, que será realizado em Natal, entre os dias 01 e 04 de maio de 2017.

Leia mais

   

Receba notícias no e-mail

Fique sempre ligado nas nossas últimas notícias.
JoomShaper